Dany Castro

Minha foto
São Paulo, SP, Brazil
Mineira "apaulistada", Life e Personal Coach (certificada pela SBC) e Coach do SendoPaleo Coaching, juntamente com o Coach Teco Mendes. Mas o que é COACHING? Um Coach trabalha com mudança de comportamentos e metas. E antes de você saber se você precisa de um, dê uma chance à Paleo/ LCHF! Leia os livros, Blogs ( principalmente o sendopaleo.com)... talvez só esteja faltando isso! Mas se você precisa de um empurrãozinho, de alguém te auxilie nesta transição, conte comigo! CONTATO: coachdanycastro@sendopaleo.com Enjoy!

domingo, 15 de junho de 2014

Mas o que é a DIETA PALEO/ DIETA PALEOLÍTICA???

Gentchyyyyyy!!!!

Quem aí já está ouvindo falar sobre a Dieta Paleo ou Dieta Paleolítica?


Como eu havia postado, na semana passada fui saber um pouquinho mais num workshop que aconteceu aqui em São Paulo, com a presença do Dr Souto, que tem um blog fantástico sobre o assunto. Bem técnico mas ao mesmo tempo muito didático e gostoso de ler.

Conheça o blog do Dr. Souto AQUI.



Dieta Paleolítica ou Dieta Paleo: mas de onde vem esse nome?




Esta introdução eu tirei do blog do Dr. Souto:

“Paleolítico refere-se ao período anterior à invenção da agricultura. Esta é a dieta à qual nossa espécie está geneticamente adaptada.
Não existe um único tipo de dieta paleolítica. Hominídeos nômades vagaram pela áfrica, e posteriormente por todos os continentes, comendo aquilo que estava disponível. No litoral, isso significava um predomínio de pesca. Nas savanas, um predomínio de caça. Na maioria dos lugares, era suplementada com vegetais, frutas silvestres e raízes, além de insetos e larvas. Em locais como o círculo polar ártico, praticamente não havia vegetais disponíveis por pelo menos 6 meses. Em ilhas do pacífico, o coco chegava a compor mais da metade do consumo calórico. Assim, não há UMA dieta paleolítica, mas VÁRIAS.. Mais importante do que as diferenças entre estas dietas, é o que todas têm em comum: a ausência de produtos refinados, alimentos processados e grãos.
É evidente que alimentos processados, açúcar, refrigerante e batatas fritas não faziam parte da dieta ancestral. O que não é tão intuitivo assim é a ausência de grãos. Afinal, o pão está presente no quadro da Última Ceia, sabemos que o trigo acompanha a civilização deste sempre. Mas a agricultura e a civilização ocupam apenas as útimas 36 horas do calendário da nossa evolução.10 mil anos são apenas 300 gerações. O que é o mesmo que nada do ponto de vista evolutivo.






Assim, com todas as variações geográficas e culturais,em pinceladas gerais podemos descrever da seguinte forma uma dieta paleolítica:
- Ausência de grãos
- Ausência de açúcar
- Ausência de laticínios
- Ausência de alimentos processados

A dieta paleolítica precisa ser adaptada aos tempos modernos.
A grande proporção de pessoas intolerantes à lactose atesta nosso despreparo evolutivo para lidar com laticínios após a primeira infância. No entanto, para aquelas pessoas que não apresentam tal intolerência, os laticínios fermentados não parecem apresentar maiores problemas.
Os graves problemas associados ao consumo de carboidratos atestam nosso despreparo evolutivo para lidar com essa classe de macronutrientes, que era escassa durante 99,5% da nossa evolução. O fato de que podemos sintetizar todos os carboidratos de que necessitamos a partir de proteínas e triglicerídeos também sublinha a ausência eventual dos mesmos em nosso passado paleolítico.
Os problemas associados ao consumo de grãos, além do fato de serem a maior fonte de carboidratos da vida moderna, são um capítulo à parte.
A eliminação total dos grãos ( pão , massa, farinha, biscoito, ou seja, uma dieta livre de glúten) fornece talvez 70% do benefício de uma dieta paleolítica,em termos não apenas de perda de peso, mas de controle de síndrome metabólica e de patologias auto-imunes.”




Não há necessidade de complicar com fases, regras detalhadas, etc. aquilo que, no fundo, é simples:

1) Cortar açúcar
2) Eliminar grãos
3) Evitar raízes ("tubérculos")
4) Optar por comida de verdade
5) Não consumir azeites extraídos de sementes
6) Perder o medo da gordura natural dos alimentos.








OK... vimos então a origem do nome, os fundamentos da dieta...

Vamos a alguns conceitos:


O que é “Low-carb”?
“Low-carb” é a expressão em inglês para “baixo carboidrato”, ou seja, um hábito alimentar “low-carb” é basicamente aquele que tem baixo consumo de carboidratos.
Em média um consumo menor que 100g por dia é considerado “low-carb”.

    O que é LCHF?
LCHF vem do inglês “Low Carb High Fat”, ou seja, “baixo carboidrato alta gordura”. É a sigla que indica uma alimentação com baixo consumo de carboidrato e alto consumo de gorduras (em termos calóricos).



Ahhh... mas então qual a diferença entre a Dieta Paleo e dieta LCHF???

Toda dieta PALEO é uma dieta LOW CARB/ HIGH FAT.
Mas nem toda dieta LCHF é uma dieta PALEO.

Na dieta LCHF, pode-se fazer uso de grãos e de alimentos industrializados. Há um controle da quantidade de carboidratos. Mas não importa se essa quantidade X de carboidratos será proveniente de um brigadeiro, um pão, uma batata doce ou vegetais.

Na dieta PALEO, os carboidratos são oriundos de vegetais, frutas e alguns tubérculos.

Aqui neste link, um post bem legal falando um pouco mais sobre PALEO x LCHF:




Certo... agora já sabemos um pouquinho sobre o conceito das dietas Paleo e LCHF.

E se de repente, um mundo novo se abre pra você ( tchitchia não tem nada de novo não, tem mais de 2 milhões de anos) e você começa a perceber que tudo aquilo que aprendemos com relação à alimentação está errado? E que existem muitos estudos científicos sérios mostrando isso?

Começando pela pirâmide alimentar ( que aprendemos na escola, na mídia, e até na faculdade de NUTRIÇÃO??? ( socoooooooorro meu Deus)

Que existem centenas de estudos científicos SÉRIOS, mostrando que uma dieta rica em gordura saturada e baixa em carboidratos NÃO aumenta o risco de doença cardiovascular?

Que o COLESTEROL NÃO É VILÃO?

Que indivíduos com colesterol abaixo do nível considerado “de risco” desenvolveram mais CÂNCER ( e em alguns estudos mais doenças cardiovasculares) do que indivíduos com colesterol considerado “alto”?

Que comer a cada 3 horas NÃO aumenta o metabolismo basal??

Que estamos “negando” as Leis da Termodinâmica, que diz que se consumirmos mais do que gastarmos, em termos de CALORIAS, necessariamente estocaremos o que sobra?

Que eu não preciso de carboidratos pra ter energia pra treinar, me exercitar?

Que períodos de jejum ( horas ou dias) podem ser benéficos?

Que diabéticos podem beneficiar-se imensamente de longos períodos de jejum ( mantendo desta forma a insulina constante na corrente sanguínea)???

Que é possível, neste estilo de vida ( sim, veremos que isto é um estilo de vida e não uma dieta) melhorar minha saúde, emagrecer ( perder gordura) ingerindo mais gordura e SEM sentir fome???





Capa da Revista TIME desta semana, e abaixo, trecho do post feito pelo Dr Souto no blog:




Aos 30 anos, morre a dieta low fat. Concebida na década de 1970 com base em estudos epidemiológicos mal feitos, entronizada na diretrizes em 1977, e popularizada pela revista TIME em 1984 – tudo isso sem que NENHUM estudo houvesse sido conduzido para testar sua validade, e tendo sobrevivido bravamente a despeito de sua repetida refutação por ensaios clínicos randomizados e metanálises, foi ferida de morte em 2007 pela publicação de Good Calories, Bad Calories, tendo sangrado até 2013, quando uma sequência de estudos de grande impacto e editoriais em revistas médicas de grande prestígio a deixaram em condições críticas. Três meses após a publicação de uma metanálise definitiva, no dia de hoje, a dieta low fat morre pelas mãos da mesma publicação leiga que a entronizou 30 anos atrás. Mas continuará viva no receituário de médicos e nutricionistas cujo luto os impede de ver claramente, bem como na memória de todas as pessoas que comeram omeletes sem as gemas, peito de frango sem pele e que viraram uma estatística na epidemia de obesidade, síndrome metabólica e diabetes quando trocaram os ovos por açucarados cereais matinais (sem gordura) e o salmão por macarrão.”
Dr. Jose Carlos Souto



VIXEMARIA!!!!!! E AGORAAAAAAAAAAAAAA?????




Pois é... conselho da Tchitchia: 
ABRA SUA MENTE, SEJA CURIOSO, LEIA, VÁ ATRÁS DE INFORMAÇÕES!

Eu acabei de comprar os 3 livros existentes em português sobre o assunto.
 No EUA existem DEZENAS de livros sobre isso. Existem revistas especializadas sobre o assunto, restaurantes PALEO, trailers de comida de rua PALEO etc.

Quero estudar, quero tirar minhas conclusões e vou dividindo minha experiência aqui com vocês.
Eu ouvi falar da dieta Paleo há 6 meses. Levei 6 meses pra começar a mudar os meus conceitos.

Meu coach, Teco Mendes, foi quem me falou sobre dieta Paleo 6 meses atrás. 
Na época ouvi com ressalvas, desconfiada. Disse que eu poderia até acreditar naquilo tudo, nos estudos, nos depoimentos e blábláblá, mas que daí a virar Paleo e parar de consumir glúten, doces, etc.. era um abismo gigante...hahahah

PS: enquanto eu comprei os 3 livros, o Teco já leu uns 33.... OMG


Pois então.

Passaram-se 6 meses...minha visão sobre dieta, meu olhar sobre os alimentos já (ou ainda) está mudando.

A mudança na prática vai ser mais gradual.

Já passei a consumir gordura saturada.
Praticamente cortei o glúten, tenho consumido carboidratos praticamente da tapioca ou da farinha de milho no café da manhã.
Também consumo algumas frutas e tenho usado sim os queijos ( magros e gordos) e iogurtes integrais. Sempre que posso faço meu iogurte caseiro.
Tenho comido apenas quando sinto fome. Às vezes passo 6 horas sem comer.
Estou percebendo a diferença na sensação de saciedade.
Não estou desesperada pra comer um doce (doce=chocolate= sou chocólatra).





Temos que sair da nossa zona de conforto, não dar muita atencão pra informações que nos chegam através de revistas (ex. Boa Forma) , programas de TV (ex. Fantástico) etc.
Tudo o que envolve muito dinheiro ( indústria alimentícia, veículos de mídia) deve ser sempre questionado.
É muito fácil falar em nome da ciência pra falar besteira e "vender" uma idéia a milhões de pessoas, de acordo com o que é conveniente naquele momento. Mas isso é assunto para outro post.
Leia, procure  informações em livros, artigos, blogs!!





Aqui, alguns petiscos do Coffee Break PALEO do Workshop:



hahahah!! sim!! PURURUCA!



Deixo aqui dois vídeos, que  eu ADOREI.
Esta animação é simplesmente SENSACIONAL, e dá uma pincelada em todos os questionamentos que coloquei logo acima. Clique AQUI.




E este vídeo do Dr. Lair Ribeiro, falando sobre  gorduras saturadas X cardiopatias. E o poder da política/economia/indústria farmacêutica/marketing.
 TENSO!!
Clique AQUI.






Bom.. Viram que é uma quebra de paradigmas gigantesca, a briga é grande  e é preciso ABRIR A MENTE para tantas informações!

Não espere que sua nutricionista ou seu médico aceite isso de coração aberto, caso você decida questioná-los. 

Pra quem ainda não teve contato com esses questionamentos, é muito complicado. Porque aceitar isso seria ir contra  tudo o que aprenderam, vivenciaram e que transmitem aos seus clientes ou pacientes.

As nutricionistas que viraram Paleo e estão trabalhando desta forma com seus pacientes tem o meu respeito porque pra isso é preciso abrir mão de tudo o que aprenderam, correr atrás das informações e se REINVENTAR.


Deixo aqui uma frase do tchitchio EINSTEIN, que era um cara bem sabido, e que tem tudo a ver com o que falamos aqui:









Bom... acho que pra um primeiro post sobre o assunto já falei bastante, né?? rs

Aguardem, que teremos bastante assunto pra falar por aqui!





Beeeeeeijo!!!



 e #colanatchitchia!!


35 comentários:

  1. Dany, quais são os livros que tens lido sobre o assunto? Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vanderléia! Estou lendo : Barriga de Trigo, A Dieta dos Nossos Ancestrais e A Dieta da mente!
      Bjos

      Excluir
  2. Eu já ouvi falar, li um pouco quando descobri, mas não quis me aprofundar no tema justamente por ter achado meio radical. Seu post me despertou novamente a curiosidade de conhecer mais afundo o tema. Aqui em Brasília conheço uma nutri paleo, mas confesso que me dá um certo ~medinho~ essa dieta. Qual a diferença no meu corpo vc já notou fazendo essa dieta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lívia!
      Eu estou adorando ler sobre o assunto, e o mais legal é que não se trata de "achismos", tem muitos estudos e artigos científicos comprovando os benefícios de uma dieta pobre em carboidratos e rica em gordura.
      Vou fazer um post sobre as minhas primeiras impressões. Mas logo na primeira semana, com a eliminação do glúten, já me senti mais leve e desinchada... Bjos!

      Excluir
  3. Dany quais os livros q vc comprou?!
    Tô lendo o Barriga de Trigo...
    Ainda nao mudei meu estilo de vida, mas tô bem interessada.... Ótimo post Bjs Renata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Re!
      Comprei A Dieta da Mente e a Dieta dos Nossos Ancestrais!
      Bjocas!

      Excluir
  4. Dany qdo tento abrir o primeiro vídeo. Informa q ele não existe..buááá

    ResponderExcluir
  5. Danyyyy!!!!! MARMININA!!! Que marmota é essa? hehehe... (lembra de mim? Nos encontramos na Smart uma vez. Aliás, vc já foi nas novas instalações da Smart, onde era a Runner? Ficou TOP, tudo novinho e espaçoso, adoreeeei. Só treino de superiores que tem que ficar disputando com a homarada, mas a gente se adapta...kkkkk)
    Voltando ao assunto... adorei o post e tenho muita curiosidade pra saber mais sobre o assunto também. Já tinha ouvido falar dessa dieta e várias vezes das mudanças radicais e polêmicas na concepção do que é uma alimentação saudável para o homem moderno. Sou suuuper leiga no assunto e tenho um ponto que me motiva a ser curiosa: preguiça de cozinhar.
    Mas, isso poderia me levar a ficar comendo só na rua (que é o que eu faço), porém, eu estou chegando à lamentável conclusão de que isso não está me ajudando em nada, mesmo eu não comendo besteira, só comida mesmo.
    Obrigada pelo post e te parabenizo pela coragem de abordar um tema tão novo e desconhecido ainda, mas que pode nos trazer grandes aprendizados. Vou ficar de olho em todas as novidades.
    Aproveito pra perguntar: você recomendaria uma consulta com um nutrólogo, ao invés de nutricionista? Uma amiga que fez bariátrica se consulta com um e me disse que gostou muito. Ainda vou pesquisar mais sobre essa especialidade, mas queria sua opinião.
    Obrigada, bjss!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Dani! Claro que me lembro de você!
      Nossa, nem fui ainda conhecer a nova Smart!! rsrs mas irei! :)
      Pois é Dani..é um assunto bem polêmico a tal da dieta Paleo! rsrs Mas eu estou encantada... porque apesar de ir contra tudo o que aprendemos ser SAUDÁVEL até hoje, tudo tem embasamento científico. E estou sentindo na pele os benefícios desse novo estilo de vida!
      Eu acabo comendo na rua também, muitas vezes... mas sempre que posso gosto de preparar minhas refeições. Não vejo isso como um grande problema, desde que você consiga fazer as escolhas certas!
      O nutrólogo tem uma visão e uma formação bem diferente do nutricionista. Eu não posso te dar minha opinião porque na verdade nunca me consultei com um.
      Vou contando minhas impressões sobre a dieta por aqui! Um beijão!

      Excluir
  6. OMG tchitchia!!! Fiquei na dúvida, laticinios sim ou não??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi minha linda! Cabe a VOCÊ decidir!
      Eu consumo leite e derivados, não tenho nenhum problema com a lactose! Já o gluten ( apesar de nunca ter tido problemas também), depois que cortei, senti uma super diferença...
      Beijos!

      Excluir
  7. Gostei mto do post, das informaçoes, fazem mto sentido vou ler mais do assunto.

    Bjs

    http://fofinhachega.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gê, no blog do Dr Souto tem bastante informação legal!
      Beijos!

      Excluir
  8. Mto bom o texto!! Já tinha ouvido falar... aliás, leio seu blog há tempos, mas só hoje resolvi postar!! rsrs

    O lance aqui é... e a aveia???? Ela é naturalmente livre de glúten, mas aqui só vende contaminada. Ele é um grão, não é? Todo o conceito é muito interessante, mas viver sem a aveia é difícil :'-(

    O que vc acha??

    Bjos e parabéns pelo trabalho!
    Jaqueline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jaque!
      Exatamente, a aveia é um cereal naturalmente sem glúten... mas aqui no Brasil é bem difícil achar uma aveia que não foi "contaminada" durante o seu processamento. Aliás, tem uma marca já no Brasil, não me lembro o nome agora, mas já vi propaganda dela!
      Eu não estou sentindo a menor falta da aveia!! rsrs
      Beijos minha linda, e obrigada por seguir!

      Excluir
  9. Luciana Santos Diniz16 de junho de 2014 17:46

    Oi Dani! Gostei muito do post e das informações... Sem querer comprei esse livro, A Dieta da Mente. Estavam divulgando no Saraiva On line e decidi comprar... Me tira uma dúvida, se está comendo o carbo só pela manhã o que você come antes do treino, quando não treina logo após o café?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!
      Eu estou comendo bem pouquinho carbo... por volta de 60g por dia. às vezes como tapioca no café da manhã, mas já tenho conseguido ficar sem! Com relação ao treini,estou sem treinar há algumas semanas ( por falta de tempo mesmo) mas voltarei em breve! e você não precisa usar o carbo necessariamente, antes ou aós o treino! Após um tempo de adaptação, com a dieta de baixo carbo, seu corpo aprende a usar a gordura de forma muito eficiente, como fonte de energia!
      Beijo!

      Excluir
  10. Oi Dany! :)
    Também gostaria de saber quais são os livros que você citou.
    Obrigada,
    Mi

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mi!! são os seguintes:
      -Barriga de Trigo
      - A Dieta dos Nossos Ancestrais
      - A Dieta da Mente

      Beijoca!

      Excluir
  11. Dany,
    Dá uma olhada no blog da Cláudia http://claudiafitblog.blogspot.com.br/, ela segue a dieta, não consome alimentos processados, suplementos, etc, e é um exemplo aso 52 anos de idade!
    bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andrea! Legal, vou ver sim,a Claudia é uma querida! Bjos!

      Excluir
  12. Dany, pelo que li essa dieta é saudável, e quanto a boa forma, fico imaginando que consumir gordura de origem animal pode acarretar mais celulite, mais dobrinhas nas costas.

    Att. Daniela Abreu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dani, a gordura animal só vai trazer os "malefícios" quando associada ao açucar! Leia-se carboidratos..
      Com uma dieta rica em gordura e pobre em carboidratos, PERDEMOS gordura.Doido né? Mas é assim que funciona
      :)
      Bjos!

      Excluir
  13. Dany...que post hein???Entendi bastante coisa, e conforme for colocando mais sobre o assunto vou me aprofundando. Mas tenho sobre a suplementação: você continua suplementando?? Da mesma forma que antes ou não? Beijinhos.....to adorando esse universo da nutrição.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lizi!! Que bom que gostou do post!
      Também quero aprender mais, estou lendo bastante eestudando sobre o assunto!
      Com relação à suplementação, não estou suplementando porque não tenho treinado nas últimas semanas... mas em breve voltarei, e irei suplementar apenas quando eu não conseguir fazer uma refeição de verdade após o treino! E apenas com proteína!
      Bjim!

      Excluir
  14. Dany, qual benefício dessa dieta? Tem como perder peso e baixar o percentual de gordura ?

    ResponderExcluir
  15. Os benefícios são inúmeros! Melhora da saúde em geral, melhora do sono, perda de peso, ganho de massa magra, acaba com o processo inflamatório cauado pelo glúten,pele mais bonita.... é uma lista de coisas boas!!

    ResponderExcluir
  16. Oi Dani,
    Já te falei isso no Instagram, mas vou falar de novo. Fiquei muito feliz em te ver na palestra e estou seguindo sua imersão na paleo.
    Esse estilo de vida mudou minha saúde, me curou de asma, alergias, intestino irritável.
    Tiro o chapéu para pessoas que conseguem deixar o preconceito de lado e estudar antes de criticar.
    Parabéns!
    Bjs
    Carol (receitaslowcarb)

    ResponderExcluir
  17. Dany!
    A primeira vez que eu ouvi sobre a dieta paleo achei um absurdo e extremamente radical. Mas é como vc disse... são coisas que vão na contramão de tudo o que aprendemos desde sempre.
    Há tempos eu sigo uma moça no instagram que faz paleo, na verdade eu comecei a segui-la pq ela sempre posta umas receitinhas boas. Comecei a curtir, mas nunca aderi. Aí vi você entrando nesse mundo... quando eu vi suas fotos de omelete mexido na manteiga, me apaixonei! Hahaha
    Estou lendo o blog do Dr. Souto, cada vez mais fico chocada com as informações! Encomendei o livro Barriga de Trigo, tô louca pra ler!! Até a minha mãe se interessou, pq ela é toda "pestiada", quem sabe assim a gente vê melhoras, né? Inicialmente estamos cortando o glúten sempre que possivel.
    Então compartilhe com a gente suas experiências! Como está sendo pra vc treinar (devido à redução de carbos?) tenho bastante dúvidas nisso (e medo de desmaiar treinando hahaha)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. "Um belo dia resolvi mudar.. " rsrsrs Dany.. conta!!! Faz outro post com todas as suas primeiras impressões!!! Vai fazendo um diário pra gente!! rs É um outro mundo né?? Bacon melhor que aveia?!! :-O kkkk É super angustiante (rsrsrs) só acompanhar a comida, sem saber detalhes.. pele, estomago, azia.. sua gastrite.. tudo ok com o acrescimo das gorduras saturadas até agora?? Não sentiu enjoo, indigestão, nada?? Eu to querendo entrar nessa dieta.. mas vou adaptar um pouco.. bacon com manteiga sem peso na consciencia... dá medo!! rsrsrsrsrs

    ResponderExcluir
  19. Dani, tenho algumas dúvidas: se você não consome Whey, se faz menos refeições por dia. Isso não queima seu músculo?

    ResponderExcluir
  20. Dany, tenho algumas dúvidas: se você faz menos refeições por dia. Não pode consumir Whey. Como não queima músculo e ainda ganha massa magra?

    ResponderExcluir
  21. Boa tarde.
    Você conhece algum nutri em Brasilia que seja especialista em paleo?

    ResponderExcluir
  22. Good Day !!

    I am Hwa Jurong, a Reputable, Legitimate & an accredited money
    Lender. I want to use this medium to inform you that i render reliable beneficiary
    assistance as I'll be glad to offer you a loan at 2% interest rate to
    reliable individuals.

    Services Rendered include:

    *Home Improvement
    *Inventor Loans
    *Car Loans
    *Debt Consolidation Loan
    *Line of Credit
    *Second Loan
    *Business Loans
    *Personal Loans
    *International Loans.

    Please write back if interested.
    Upon Response, you'll be mailed a Loan application form to fill. (No social
    security and no credit check, 100% Guaranteed!) I Look forward permitting me to
    be of service to you. You can contact me via e-mail:hwajurong382@yahoo.com hwajurong12@gmail.com
    Yours Sincerely,

    Hwa Jurong(MD).

    ResponderExcluir